portfólio

bio

Nasci em 1984 na cidade de São Paulo, onde existo desde então.
Nasci sem corpo, como qualquer serumanus. E meu empenho está em fazer-me corpo pela linguagem-acontecimento; pela dança.

Bacharel em Dança e Performance em Comunicação das Artes do Corpo, PUC-SP.

Iniciei meu corpo pelo desenho. Passando pela música. Em 2000, realizei minhas primeiras experiências em performance e video. A partir de 2005, um intenso trabalho de colaborações artísticas e parcerias com diversos artistas da dança contemporânea paulista, criando instalações sonoras, músicas para espetáculos, desenvolvendo projetos gráficos, dando oficinas de desenho e também atuando como dançarino-performer-criador de diversas montagens e peças.

Em 2006, ganhei o prêmio RUMOS Dança, pelo projeto ‘pele pelo osso’, para trabalhar as relações em meus caminhos entre a dança e o desenho a partir do conceito de traço – o traço do corpo/ o corpo do traço.

Em 2008 e 2009, participei da VERBO – festival internacional de performance da Galeria Vermelho, com as performances ‘EXISTE ALGUMA POSSIBILIDADE ÉTICA QUE NÃO ACENE AO TOTALITARISMO?’ e ‘A Maldição de Ford’.

Em 2012, em parceria com Daniel Kairoz, ganhei o prêmio Cultura Inglesa, para montar o espetáculo Tempestعاصفة.

Desde 2012 estou trabalhando em uma série de 111 esculturas invisíveis.

Anúncios